Estacas Escavadas: Processo executivo e principais vantagens

Eduardo Daldegan
Eduardo Daldegan Publicado em 8 de dezembro de 2016

As estacas escavadas mecanicamente são elementos de fundação muito utilizados na construção civil brasileira. Também são conhecidas como estacas trado em algumas regiões.

O processo executivo deste tipo de estaca é simples e com certeza é um dos processos mais baratos, quando comparado a outros tipos de estacas.

Vale destacar que este tipo de estaca pode ser utilizado em quase todos os tipos de solo, inclusive com a presença de lençol freático. É claro que existem medidas para cada situação, na presença de lençol freático são utilizadas camisas metálicas antes da escavação.

Outra medida importante é a utilização de lama bentonítica para estabilização das paredes da escavação na presença de solos moles.

Graças a estas medidas é possível adotar este tipo de fundação não só em edificações convencionais, mas também na construção de pontes e outras obras de arte especiais.

O diâmetro das estacas escavadas pode variar de 30 centímetros a 180 centímetros. O que dá ao engenheiro uma grande possibilidade de utilizações. Para estaca de maiores diâmetros é possível alcançar profundidades de até 70 metros.

Processo Executivo das estacas escavadas

1 – Posicionamento do equipamento:

processo executivo das estacas escavadasO processo executivo inicia-se com o posicionamento correto do equipamento no local onde a estaca está locada.

É necessário verificar a o alinhamento do trado e uma possível inclinação.

Apesar de ser um procedimento simples, é de suma importância para o sucesso da obra, por isso, o engenheiro responsável deve verificar com cuidado a locação de todos os elementos de fundação.

2 – Escavação:

A escavação das estacas escavadas é realizada pela introdução do trado helicoidal no solo.

O comprimento deste trado é limitado, em média 2,0 metros, sendo suportado por uma haste. À medida que o trado escava o solo ele é retirado do furo para eliminação do solo escavado.

O processo é simples e em boas situações de execução é um processo rápido e muito vantajoso economicamente.

3 – Colocação da armadura:

O próximo passo do processo executivo de uma estaca escavada é a colocação das armaduras.

As armaduras devem ser posicionadas conforme orientação do projeto de fundação.

O principal cuidado quanto às armaduras é a utilização de espaçadores para garantir o cobrimento mínimo necessário indicado em projeto, pelo menos 4 centímetros.

4 – Execução da concretagem:

Em seguida é realizada a concretagem da estaca.

É importante destacar que a concretagem de uma estaca escavada não deve ser demorada, o prazo máximo indicado para a concretagem é de 24 horas. O objetivo é evitar que as paredes do furo possam desmoronar.

Para estacas de grande comprimento é necessário utilizar o tubo tremonha como auxílio para a concretagem. O tubo tremonha trabalha como um funil e evita que a altura de queda do concreto seja muito grande, colaborando para que o concreto não segregue durante o lançamento.

5 – Posicionamento dos arranques dos pilares:

Após a conclusão da concretagem já é possível posicionar os arranques dos pilares com o concreto ainda fresco, para casos onde o pilar apoia direto na estaca.

6 – Outros cuidados importantes para estacas escavadas:

Para casos onde exista a presença do lençol freático as camisas metálicas são inseridas antes da escavação com auxílio de martelo vibrador, elas serão inseridas no solo à medida que a estaca é perfurada.

As camisas metálicas podem ser reutilizáveis ou perdidas. No caso das reutilizáveis elas serão retiradas logo após a concretagem.

Quando é necessário o uso de lama bentonítica para a estabilização das paredes do furo, ela deve ser utilizada durante a escavação e eliminada após a concretagem.

Projeto e Normatização

As fundações em estacas escavadas são normatizadas pela norma da ABNT NBR 6122 – Projeto e Execução de Fundações. Ou seja, para a execução deste tipo de fundação existem requisitos que devem ser observados, para que seja preservada a qualidade e segurança de sua obra.

Além disso, a utilização deste tipo de estaca só é possível após a elaboração de um bom projeto de fundação. Para isto, você deve contar com o suporte de um engenheiro especialista em geotecnia e fundações, que te dará todo suporte necessário para uma boa fundação.

Vale ressaltar ainda que para um bom projeto e uma boa execução é necessário a realização de investigações geotécnicas, que tem como objetivo descrever o solo onde a fundação será construída.

A forma mais simples de realizar este tipo de investigação é com a utilização de uma campanha de sondagens a percussão, o famoso SPT, também conhecido como sondagem e simples reconhecimento.

Considerações Finais

As estacas escavadas são uma excelente opção para obras de edificações. São elementos que alcançam boa resistência e com baixo custo.

É claro que para alcançar todos os benefícios é necessária uma execução cuidadosa e que obedeça o que está indicado nas normas técnicas e nas boas práticas da engenharia.

Ainda ficou com alguma dúvida ou quer colaborar com o conteúdo, deixe um comentário.

Compartilhe com seus amigos este conteúdo, você pode ajudar alguém que está precisando.

Forte abraço.

 

Quer citar este artigo em seu trabalho? Utilize o modelo abaixo:

Daldegan, Eduardo. Estacas Escavadas: Processo executivo e principais vantagens. Engenharia Concreta, 2016. Disponível em: https://www.engenhariaconcreta.com/estacas-escavadas-processo-executivo-e-principais-vantagens/. Acesso em: 23 de julho de 2018.

Copiado!