Projeto de Climatização: Confira dicas e principais características

Eduardo Daldegan
Eduardo Daldegan Publicado em 27 de dezembro de 2016

O projeto de climatização é essencial para quem deseja ter ambientes com temperatura agradável e adequada.

Sistemas de ar condiciona são cada vez mais comuns em todos os tipos de ambientes. Antes muito adotados em empresas, salas comerciais e indústrias, passam a ser utilizados também em residências, academias e pequenos comércios.

Apesar de serem uma ótima solução para quem deseja manter um ambiente climatizado, os sistemas de ar condicionado podem se tornar um grande problema quando instalados de forma inadequado ou quando utilizado os equipamentos com potência insuficiente.

Para se manter livre de qualquer tipo de imprevisto a solução é contar com um bom projeto de climatização.

Um bom projeto de climatização irá considerar todas as características importantes dos ambientes de sua construção. Projetando assim um sistema de climatização eficiente, seguro e financeiramente exequível.

Dicas para um bom projeto de climatização

1 – Contrate um bom profissional:

dicas de projeto de climatizaçãoA primeira dica para um bom projeto de um sistema de climatização é contratar um profissional qualificado para a elaboração do mesmo.

Os profissionais que trabalham com sistemas de climatização são geralmente engenheiros mecânicos.

Algumas empresas de equipamentos podem fornecer o projeto, mas assim você fica refém dos equipamentos que elas querem te oferecer. Talvez estes equipamentos não sejam os mais baratos ou eficientes do mercado.

Um profissional qualificado saberá interpretar todas as características de sua construção e escolher os equipamentos adequados para sua obra e conforme sua disponibilidade financeira.

2 – Forneça todos os documentos de referência:

Outra dica para um bom projeto de climatização é fornecer todos os documentos importantes da sua construção.

Os principais documentos são os projetos da construção, como arquitetônico, elétrico, hidráulico e estrutural. Alguns destes projetos serão ainda compatibilizados com o futuro projeto arquitetônico, em especial os projetos elétricos e hidráulicos.

3 – Esclareça o uso de cada ambiente:

Além dos projetos da edificação é necessário que o projetista tenha consciência do uso de cada ambiente.

Especificar bem o uso de cada ambiente vai colaborar para uma climatização eficiente. Alguns ambientes não precisam nem ser climatizados, assim você ganha em economia e consegue manter todos os ambientes com uma temperatura adequada.

É importante que cada ambiente já esteja planejado também, assim você evita a interferência do projeto de climatização com os futuros móveis ou equipamentos que serão instalados.

4 – Defina a tecnologia a ser utilizada:

Outra dica importante é definir junto com o projetista a tecnologia a ser utilizada nos ambientes a serem climatizadas.

Existem hoje inúmeras opções de equipamentos e tecnologias, algumas com um grande grau de automatização e sofisticação e outras mais simples. É certo que toda tecnologia que gera um maior conforto também tem seu custo.

É importante avaliar o nível de automatização e sofisticação dos equipamentos que você deseja e sua disponibilidade financeira para você não ter problemas.

5 – Prepare-se para uma boa manutenção preventiva:

Todo sistema de climatização só é realmente efetivo quando está limpo e funcionando perfeitamente.

Para isso, é necessário fazer uma manutenção preventiva periódica. Nesta manutenção os equipamentos são limpos e verificados. Assim, pequenas falhas podem ser prevenidas e você ganha em qualidade de ar e eficiência dos equipamentos.

O período de manutenção pode variar conforme os equipamentos a serem utilizados e os ambientes climatizados. É comum períodos de 6 meses, 2 meses ou até mensalmente.

Como é feito um projeto de climatização

Um projeto de climatização pode ser dividido em três etapas. A primeira delas é uma análise preliminar, a segunda é o projeto básico de climatização e a terceira é o projeto executivo, ou seja, o produto final.

A análise preliminar é a etapa onde o projetista fará um estudo de todas as características da edificação e produzirá um esboço do sistema de climatização. É um estudo inicial do projeto.

Uma análise preliminar fornece o cálculo das cargas térmicas, um relatório justificativo da solução adotada e um relatório de compatibilização com outras disciplinas.

A próxima etapa, que é o projeto básico, constitui o início do desenvolvimento dos projetos, com a escolha dos equipamentos, dimensionamento de tubulações hidráulicas, representações gráficas do sistema, início das especificações e definição das automações.

Como produto desta fase é comum ser apresentado os desenhos preliminares do projeto, memorial descritivo preliminar e especificações técnicas preliminares.

O projeto executivo é a última fase do projeto de climatização. Nesta fase são feitas todas as consolidações necessárias do projeto. São feitos os desenhos e especificações necessários para a execução do projeto com perfeição.

O cliente receberá nesta fase os desenhos definitivos, memória de cálculo, memorial descritivo, especificações técnicas, Anotação de Responsabilidade Técnica e planilha de quantidades.

Finalizando

A última dica que pode ser passada é não querer economizar em um projeto de climatização. O barato pode sair muito caro neste caso. Por isso, conte com o auxílio de um bom profissional para a elaboração de um projeto adequado para sua obra.

Ainda ficou com alguma dúvida ou quer colaborar com alguma experiência, então deixe um comentário.

Compartilhe com seus amigos este conteúdo, você pode ajudar alguém que está precisando.

Forte abraço.

Quer citar este artigo em seu trabalho? Utilize o modelo abaixo:

Daldegan, Eduardo. Projeto de Climatização: Confira dicas e principais características. Engenharia Concreta, 2016. Disponível em: https://www.engenhariaconcreta.com/projeto-de-climatizacao-confira-dicas-e-principais-caracteristicas/. Acesso em: 23 de julho de 2018.

Copiado!