Projeto Estrutural: Fases do projeto e principais vantagens

Eduardo Daldegan
Eduardo Daldegan Publicado em 25 de agosto de 2016

A execução de uma boa estrutura para qualquer obra é essencial. Uma boa estrutura é aquela que atende aos critérios de segurança, economia e compatibilidade com a arquitetura. Para que estes critérios sejam satisfatórios é essencial a elaboração de um projeto estrutural.

O projeto de uma estrutura é desenvolvido por um engenheiro civil, em boa parte dos casos, com expertise na área. Além de desenvolver o projeto o engenheiro civil torna-se responsável pela estrutura que desenvolveu, garantindo por meio de uma anotação de responsabilidade técnica que todo o projeto foi desenvolvido em observância das normas vigentes e de boas práticas da engenharia.

Entretanto, é comum encontrarmos diversas obras sendo executadas sem a elaboração de um projeto estrutural. É um risco que o proprietário assume, visto que não existem garantias de que a estrutura está sendo construída de maneira adequada ou de maneira econômica.

Vale ressaltar também que projetos de estrutura mal elaborados podem trazer infortúnios no futuro. Como incompatibilidades durante a execução, deformações excessivas e trincas. Para que você evite este tipo de situação é essencial contratar um profissional capacitado para tal serviço.

Etapas do projeto estrutural

Todo projeto estrutural é desenvolvido com referência no projeto arquitetônico, estudos preliminares e investigações realizadas. É importante para o desenvolvimento de um bom projeto as seguintes informações:

  • Projeto Arquitetônico;
  • Levantamento Topográfico;
  • Investigações do Solo;
  • Projetos Complementares, quando possível.

Com as informações acima é possível iniciar um projeto estrutural com segurança. Veja a seguir as etapas para um bom projeto estrutural.

1 – Contato com proprietário e arquiteto:

etapas e vantagens do projeto estruturalÉ importante desde o início dos trabalhos que o engenheiro responsável pelo projeto estrutural mantenha contato constante com o proprietário e o arquiteto que desenvolveu o projeto arquitetônico.

Assim, é possível alinhar premissas do projeto e definir critérios importantes. Além disso, o engenheiro poderá identificar necessidades específicas do cliente que irão interferir no dimensionamento da estrutura.

É importante conhecer também a disponibilidade financeira do proprietário e se existirá um acompanhamento constante da execução da estrutura por um engenheiro de obra.

2 – Visita ao local:

Outro ponto importante é a visita ao local. A visita ao local da obra tem como objetivo principal a observação das condições do local, construções de divisa, facilidade de acesso de equipamentos, características visuais do solo, entre outras informações importantes.

Além disso, durante a visita ao local da obra o engenheiro deve avaliar a disponibilidade de materiais específicos da região e mão de obra qualificada.

Em muitos casos, os projetos estruturais são desenvolvidos em locais distantes do escritório de projeto. Nestes casos, mesmo que a visita não seja realizada é importante o envio de fotos e informações que o engenheiro civil considere importante para a elaboração do projeto.

3 – Definição do sistema estrutural:

O próximo passo é a definição do sistema estrutural da edificação em questão. Munido de todas as informações, como projeto arquitetônico, investigações do solo, disponibilidade de mão de obra no local e disponibilidade de materiais, o engenheiro responsável propõe ao cliente o sistema estrutural ideal, em acordo com o arquiteto.

Os sistemas estruturais convencionais são:

  • Concreto armado;
  • Alvenaria estrutural (autoportante);
  • Estrutura metálica;
  • Concreto protendido;
  • Parede de concreto.

Em alguns casos o projeto arquitetônico já é desenvolvido baseado em algum destes sistemas. Por exemplo, para uma boa construção em alvenaria estrutural é essencial que o projeto arquitetônico atenda algumas características deste tipo de estrutura.

4 – Cálculo da estrutura:

Após a definição do sistema estrutural e do aceite por parte do cliente e arquiteto o engenheiro civil inicia o cálculo da estrutura.

Para isto, ele utiliza técnicas, processos de análise estrutural, softwares e normas técnicas específicas para cada sistema estrutural. É essencial para um bom dimensionamento da estrutura a identificação do tipo de utilização de cada ambiente da edificação a ser construída.

Nesta fase o engenheiro define os seguintes pontos:

  • Posicionamento dos pilares e suas dimensões;
  • Posicionamento das vigas e suas dimensões;
  • Tipos de lajes e espessuras;
  • Tipos de fundação e dimensões, quando este projeto estiver incluso no escopo do serviço;
  • Muros de arrimo necessários, quando este projeto estiver incluso no escopo do serviço.

É de responsabilidade do engenheiro verificar o funcionamento da estrutura como um todo e o cada peça específica. Verificando não só a segurança à ruptura, mas também o conforto visual, como o excesso de deformação das peças estruturais ou de vibração das lajes.

5 – Detalhamento e desenho do projeto:

Com a estrutura calcula e verificada passa-se para o próximo passo que o detalhamento e o desenho do projeto. Mas antes disso, é prudente que o engenheiro entre em contato com o arquiteto para que sejam verificadas qualquer tipo de interferência do projeto estrutural com a arquitetura. Afim de realizar um projeto mais próximo possível do que foi idealizado pelo arquiteto.

O detalhamento e desenho do projeto consiste na demonstração gráfica dos elementos estruturais dimensionados durante o cálculo estrutural. São utilizados para este desenho normas e padrões técnicos específicos.

Todo desenho emitido deve procurar ser o mais claro e autoexplicativo possível. Visando assim eximir o construtor de qualquer tipo de dúvida e possíveis erros durante a execução.

6 – Emissão do projeto:

A última fase é a emissão do projeto. Algumas práticas são importantes para a emissão do projeto como entregar um jogo do projeto impresso e assinado ao cliente.

O projeto estrutural deve acompanhar ser acompanhado no ato de sua entrega pela Anotação de Responsabilidade Técnica, a ART, ratificando legalmente a responsabilidade do engenheiro civil pela estrutura desenvolvido.

Em casos onde acordado, o projeto estrutural pode ser acompanhado também de:

  • Memória de cálculo;
  • Memorial descritivo;
  • Planilha de quantidades.

Além das entregas, pode fazer parte do serviço contratado visitas técnicas do engenheiro responsável pelo projeto durante a execução da obra. Estas visitas devem ser acordadas entre o cliente e o profissional contratado e geralmente são realizadas em fases específicas da obra a serem definidas em conjunto.

Principais vantagens

A elaboração de um projeto estrutural é um custo a mais para o construtor. Entretanto um bom projeto estrutural merece ser visto como um investimento. Pois pode agregar muitos benefícios à obra em questão.

Vale ressaltar que o valor de um projeto estrutural é mínimo, comparado a outros diversos serviços que envolvem a construção de uma edificação.

Confira alguns benefícios que você pode alcançar com um bom projeto:

  • Garantia de segurança da edificação e para seus usuários;
  • Projeto realizado de acordo com as normas técnicas;
  • Correto posicionamento e dimensionamento das peças estruturais;
  • Racionalização no uso de materiais;
  • Definição do melhor sistema estrutural para a edificação;
  • Ausência de interferências indesejadas com vizinhos;
  • Futuras manutenções facilitadas;
  • Compatibilização com outros projetos da obra;
  • Planilha de materiais para orçamento da obra;
  • Possível previsão de futuras ampliações.

Considerações Finais

Como pode ver, são inúmeros os benefícios que você pode alcançar com um bom projeto estrutural. Não se esqueça que é de suma importância para a sua obra projetos de qualidade, que tenham como princípios a economia e a segurança.

Ainda dá tempo de deixar uma última dica, cada obra desenvolvida é um caso específico. Ou seja, é importante que o engenheiro desenvolva um projeto considerando as condições específicas de sua obra. Por isso, contrate um profissional acessível e que esteja disponível em te atender.

Não deixe de compartilhar este material com seus amigos, você pode colaborar com outras pessoas. Ainda está com alguma dúvida é só deixar aqui nos comentários.

Forte abraço.

Quer citar este artigo em seu trabalho? Utilize o modelo abaixo:

Daldegan, Eduardo. Projeto Estrutural: Fases do projeto e principais vantagens. Engenharia Concreta, 2016. Disponível em: https://www.engenhariaconcreta.com/projeto-estrutural-fases-do-projeto-e-principais-vantagens/. Acesso em: 23 de julho de 2018.

Copiado!