6 Dicas para uma boa recuperação de estruturas de concreto armado

Eduardo Daldegan
Eduardo Daldegan Publicado em 28 de julho de 2017

A recuperação de estruturas de concreto armado não é um serviço simples de ser executado. Exige um conhecimento adequado do material e do funcionamento da estrutura a ser recuperada, além de mão de obra qualificada e materiais de primeira linha.

Uma estrutura de concreto armado pode passar por certas intervenções por diversos motivos.

É possível recuperá-la devido à degradação do material exposto a intempéries, em outros casos é necessário intervir devido a mudança de utilização dos ambientes e outros vários motivos.

Também é possível utilizar inúmeras técnicas e materiais para reforçar e recuperar uma estrutura de concreto. É possível utilizar o próprio concreto, a fibra de carbono, chapas de aço e diversos outros produtos conforme a necessidade de recuperação.

Confira a seguir dicas importantes para você ter sucesso com a recuperação de estruturas de concreto armado. Com este tipo de serviço não se brinca.

Dicas para uma boa recuperação de estruturas de concreto armado

1 – Faça um bom projeto para sua estrutura:

dicas importantes sobre a recuperação de estruturas de concreto armadoA primeira dica para começar uma recuperação de estruturas de concreto armado é ter em mãos um bom projeto.

Nesta fase não é hora de querer economizar. Um projeto ruim fará com que o serviço saia muito mais caro do que poderia sair e talvez não resolva o problema completamente.

Por isso, contrate um bom engenheiro para desenvolver um projeto adequado para sua realidade, combatendo os verdadeiros problemas e não apenas tratando as anomalias aparentes.

Vale destacar que o projeto de recuperação de estruturas é muito especializado e exige um bom conhecimento do projetista de diversas áreas da engenharia. Confie sua obra a um profissional devidamente habilitado e capacitado para este serviço.

2 – Contrate uma equipe especializada e qualificada:

A recuperação de estruturas de concreto armado pode exigir inúmeros serviços especializados.

Estes serviços exigem experiência com produtos e materiais que não são do cotidiano de uma obra convencional. Por isso, em muitos casos é indicado que você contrate uma equipe especializada em recuperação de estruturas.

É claro que alguns serviços podem ser executados por uma boa equipe de obra, desde que tudo seja compreendido corretamente e desenvolvido conforme o projeto.

O importante é ter consciência da complexidade do serviço e não negligenciar a contratação de uma equipe qualificada ou um consultor para auxiliar a execução dos serviços.

3 – Não improvise em nenhum momento:

Outra dica fundamental é cortar do seu dicionário a palavra improvisação. Neste tipo de obra não existe jeitinho.

É necessário que seja executado o que foi projetado. Caso você encontre uma situação nova na obra tome cuidado em querer ser muito criativo.

Você tem condições de resolver o problema então resolva, caso contrário entre em contato com o projetista e passe para ele esta nova situação de obra.

O importante é não querer improvisar em um serviço especializado. O barato na hora pode sair caro no futuro, por isso não tenha receio em entrar em contato com o projetista e rever as soluções que estão sendo utilizadas.

4 – Não limite suas escolhas somente ao preço:

Também é importante salientar que as escolhas para este tipo de serviço não devem ser balizadas somente pelo preço.

O barato pode sair muito caro na hora para serviços de recuperação de estruturas de concreto armado.

Por isso, ao contratar o projetista, a equipe especializada e comprar os produtos tenha consciência do custo benefício da cada uma das opções. Leve em consideração a confiança e qualidade dos serviços e produtos que serão utilizados por você.

Na hora de comprar ou contratar coloque o fator qualidade na frente do preço. Isso pode fazer muita diferença no resultado final do serviço.

5 – Não deixe de ler as instruções do fabricante de cada produto:

Durante a execução dos serviços de recuperação de estruturas de concreto armado é possível utilizar inúmeros produtos que não são comuns no dia a dia de obra.

Ao utilizar um produto novo não deixe de ler as instruções de utilização e de segurança que são feitas pelo fabricante.

É certo que um bom projeto de recuperação indicará todo o processo executivo e a maneira adequada de utilizar cada um dos produtos, mas existem informações que você obterá somente lendo as instruções do fabricante.

Caso você encontre discordância entre o processo indicado no projeto e as instruções do fabricante é importante verificar este ponto com o projetista que desenvolveu o projeto.

6 – Não execute um serviço sem ter confiança na solução:

Com o crescimento das obras públicas é comum que os serviços sejam cada vez mais diluídos em diversas empresas vencedoras de inúmeras licitações.

É comum encontrar casos em que o projeto é desenvolvido em determinado período por uma empresa e é executado muitos anos depois. É possível que os problemas da estrutura estejam muito diferentes com o passar do tempo.

Caso você encontre uma obra onde a realidade da obra não é condizente mais com o projeto desenvolvido e você não concorde com a solução proposta é melhor não dar continuidade ao serviço.

Para uma boa recuperação da estrutura de concreto armado é necessário ter confiança no serviço que está sendo desenvolvido. É melhor gastar um pouco de tempo revisando o projeto do que levar adiante uma solução que não será eficaz para as novas condições da obra.

Finalizando

Estou certo de que estas dicas irão te auxiliar a ter mais sucesso com serviços de recuperação de estruturas de concreto armado. São dicas simples, mas que não podem ficar de lado.

Você também pode compartilhar este conteúdo com seus amigos, é só utilizar uma das redes sociais abaixo.

Forte abraço.

Quer citar este artigo em seu trabalho? Utilize o modelo abaixo:

Daldegan, Eduardo. 6 Dicas para uma boa recuperação de estruturas de concreto armado. Engenharia Concreta, 2017. Disponível em: https://www.engenhariaconcreta.com/recuperacao-de-estruturas-de-concreto-armado/. Acesso em: 23 de julho de 2018.

Copiado!